Como escolher o melhor crédito à habitação

empréstimo à habitação

Precisa de empréstimo à habitação?

Saiba como escolher o melhor crédito à habitação. O maior sonho português é poder adquirir uma casa própria, por isso quando finalmente realizou esse sonho, certamente não vai querer perdê-lo!

No entanto, as pessoas podem perder isso com a execução duma hipoteca, especialmente se não puder controlar os seus gastos ou nos casos em que não puder cumprir com as suas obrigações de dívida.

Outra razão pela qual as pessoas perdem as suas casas para a execução duma hipoteca é quando adquirem empréstimos imobiliários. Em um empréstimo imobiliário, você usa seu imóvel, geralmente sua casa, como garantia para um novo empréstimo.

4 dicas para escolher o melhor crédito à habitação

O pagamento do crédito à habitação será a sua responsabilidade financeira nos próximos 20, 30 anos ou 40 anos, portanto poderá ser uma das decisões mais importantes que poderá tomar na sua vida.

Mesmo pequenas mudanças na taxa de juros – mudanças tão pequenas quanto meio por cento – podem custar ou economizar milhares de dólares durante o prazo do seu empréstimo. Para desfrutar de uma casa acessível, siga estas sete etapas simples:

1) É melhor comparar!

Existem diversos bancos a quem poderá pedir propostas, assim como caso necessite de apoio na obtenção de crédito poderá recorrer a uma empresa de consultoria financeira que irá facilitar a sua vida ao negociar as condições por si e obter a melhor a proposta de mercado para o seu crédito à habitação. A Decisões e Soluções poderá prestar todo o apoio que necessita através da parceria com a Rural Home. 

2) Escolha o prazo do seu empréstimo – Antes de comparar as taxas.

O prazo do empréstimo à habitação variam de 20, 30 a 40  anos . Outro fator a considerar ao negociar os termos é a taxa. Alguns empréstimos garantem taxas fixas durante todo o período da sua hipoteca. Outros empréstimos são hipotecas de taxa variável, o que significa que sua taxa de juros será ajustada após o término de um período garantido. Ao considerar os termos, pense também em qual penalidade de pré-pagamento você está disposto a aceitar. Essa penalidade aplica-se caso decida refinanciar o seu empréstimo à habitação ou vender a casa dentro de um determinado período de tempo – geralmente de um a dois anos ou mais.

3) Quando comparar, não olhe apenas para o spread.

Um crédito com um spread mais baixo poderá não ser mais barato. É necessário analisar outros custos do crédito.

É importante que faça a comparação Compare sempre a TAEG – a taxa anual de encargos efetiva global – e o MTIC – o montante total imputado ao consumidor – das propostas de crédito.

A proposta com TAEG e MTIC mais baixos será aquela em que  terá menos custos com o empréstimo.

4) Verifique se as propostas de crédito preveem a aquisição de outros produtos.

O banco poderá reduzir os custos do crédito mais se aceitar adquirir outros produtos (“vendas associadas facultativas”). Mas esses produtos – por exemplo, cartões de débito ou de crédito – também podem ter custos adicionais.

Se, durante a vigência do contrato  quiser desistir dos produtos que adquiriu, o banco pode aumentar o spread do crédito.

Decidir comprar uma casa é empolgante, mas escolher uma hipoteca pode acarretar muito stress. Para fazer uma escolha inteligente que realmente o apoiará financeiramente, compare de forma inteligente seguindo estas dicas.

Cuidados a ter em novos empréstimos à habitação

Garantias são usadas para obter novos empréstimo. Se tiver um imóvel, como uma casa e/ou terreno, pode usá-lo como garantia de empréstimo, porque poderá adquirir empréstimos com taxas de juros mais baixas.

Os credores cobram taxas de juros mais baixas para empréstimo à habitação em comparação com empréstimos não garantidos. Outro fator que você precisa considerar é o fato de que, se já possui património suficiente, poderá usá-lo para obter um empréstimo imobiliário ou uma segunda hipoteca para pagar todo o saldo em dívida.

Portanto, é necessário que, mesmo que você possua um imóvel, seja capaz de controlar as suas finanças e evitar a necessidade de novos empréstimos à habitação. Para prevenir os riscos de execução importa que faça uma gestão cuidadosa dos seus custos familiares e reflita devidamente sobre decisões de investimento imobiliário.

Em casos extremos, em situações de emergência, os empréstimos imobiliários poderá ajudá-lo. Você só precisa ter certeza de que poderá pagar os seus empréstimos para evitar o risco de execução duma hipoteca.

Por fim, se você precisar de um empréstimo imobiliário, pode ser necessário procurar uma instituição de crédito com juros razoáveis. Além disso, pode ser necessário ler atentamente e devidamente as condições do contrato de empréstimo para garantir que você o entenda. Isso garantirá que compreendeu todas as condições e evitar não reconhecer condições ocultas que serão muito arriscadas no seu caso.

A Decisões e Soluções poderá prestar todo o apoio que necessita através da parceria com a Rural Home. 

Precisa de ajuda? Conheça os serviços dos nossos parceiros para crédito à habitação, remodelação de imóveis, designer de interiores,  avaliação de imóveis,  entre outros.

Pretende vender a sua casa? Saiba como anunciar na Rural Home. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Em que podemos ajudar? Suporte Rural Home | Facebook Messenger
✅ Select Language